Autista

by Azevedo Silva

/
  • Streaming + Download

     

1.
01:37
2.
3.
04:48
4.
5.
03:14
6.
04:15
7.
02:30
8.
02:23
9.
01:27
10.
05:05

credits

released May 1, 2008

Música: Azevedo Silva
Produção: Filipe Grácio

tags

license

about

Azevedo Silva Lisboa, Portugal

Urbano, precário, melancólico, agitador, pós-laboral.

Sejam bem-vindos.

contact / help

Contact Azevedo Silva

Streaming and
Download help

Track Name: De olhos fechados
Tu perdes tempo com o tempo de antena no ar.
E o dia-a-dia banal não torna a vida melhor.
Não dizes não, nem sim, talvez, logo se vê.
Quem sabe um dia tu queiras virar a vida do avesso.

O meridiano que nos separa dá força zero e impede o querer.

Embora sintas nos ossos que o tempo está p'ra mudar.
O frio é mais um motivo p'ra te refugiares.
Seres moderno e oco.

Pobre alma, és um monstro.
Não tens ombro, nem encosto.
Lava a face, lá bem longe.
Mata a sede, lá bem longe.

É em vão.
Track Name: A Morte
Hoje vi a Morte.
Vestia cetim.
Nem olhei com medo.
Dei-me asas e fiz-me de Querubim.

Não me peçam mais.
Não vos posso dar.

Vem cá em paz.

Quem nos fez tão mal
também vou julgar.
vigiei-te em sonhos
estou presente
quem sabe p'ra t'assombrar

Não me peçam mais.
Não vos posso dar.

Sabe a pouco o que a vida nos reservou
e o que eu te dei...
Track Name: Um pobre diabo
Tendo para me dividir
Em mundos cujo espelho sou eu.
Sou refém.
Tenho o mote p'ra divagar.
Sonho e vejo.

Triste fado o meu.
Salto sem ter rede.
Vôo sem temer.
Decididamente.

Quero espaço para crescer
mas fui entregue ao que Deus quiser.
Porquê eu?
Choro pelo ser literal.
Sonho e vejo.

Triste fado o meu.
Salto sem ter rede.
Vôo sem temer.
Decididamente.
Em queda livre.
Track Name: Interlúdio
Eco.
Eu.
Só eu.
Sonha.
Só eu.
Ser eu.
Só eu.
Ego.
Eco.
Eu.
Track Name: Rugas
Esta tristeza que me pesa
vai rumo ao fundo
Pois a revolta é uma incerteza
é um grito mudo
não é a diferença que nos mata
é a indiferença
é a mão esticada, é quem te aparta
é uma sentença

Mundo...tomara ser quem não te viu.
Enrugas almas.
Track Name: À deriva
Enquanto o azar não escolhe um Reino
Serei o rei de mim
De quem fui?
De quem sou?
Já nem me lembro
Estarei eu a fugir daqui?

Oh mãe
Não sei se volto.
Track Name: Sem rasto
Já não me apresso a escrever
sobre partir
Caiu o pano, cerrou-se a luz
gizou-se o fim.
Saí de cena
sem vestígio
do que fiz sentir aqui.

Estou lá no fundo
onde ninguém me vê
está tão escuro.
Bem lá no fundo
aqui ninguém me quis
quem fui p'ro Mundo?